quarta-feira, 13 de abril de 2011

Alerta



Onda de assaltos no Gerês preocupa GNR
A GNR de Terras de Bouro está a procurar os autores de assaltos dentro de viaturas de turistas ocorridos na serra do Gerês.

"Os ladrões aproveitam-se do facto das pessoas irem tomar banho ao rio, ou darem um passeio a pé, para abrirem os carros e irem às malas onde as carteiras estão escondidas", revelou fonte da GNR que admite que aquela corporação, apesar da falta de meios humanos, tem procurado vigiar os locais mais frequentados por visitantes, designadamente nas zonas de S. João de Campo e da estrada que liga o Gerês à fronteira da Portela do Homem.
Um dos visitantes cujo carro foi assaltado, um cidadão residente em Rio Tinto, Porto, disse à agência Lusa, que, no fim-de-semana passado, foram assaltadas seis viaturas estacionadas na entrada da portagem que dá entrada na Mata de Albergaria. "Foi um pandemónio. As carteiras desapareceram e não havia rede de telemóvel para se conseguir anular os cartões de crédito", afirmou.


Aumentam assaltos na freguesia de Campo do Gerês
Nos últimos dias tem-se registado um aumento dos assaltos perpetrados na zona do Gerês, nomeadamente na freguesia de Campo do Gerês, onde os automóveis de três turistas foram vítimas da acção dos ‘amigos do alheio’.
Trata-se de uma zona habitualmente muito procurada por turistas nacionais e estrangeiros, especialmente no Verão, sendo estes agora aconselhados a retirarem todos os objectos de valor do interior dos automóveis, depois de estacionarem os veículos.


Jovem casal detido por suspeitas de assalto em Rio Caldo
Um jovem casal – com 20 e 21 anos de idade – foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da GNR da Póvoa de Lanhoso por suspeitas da autoria de um furto no interior de uma casa em Rio Caldo.
Poucas horas depois de consumado o assalto, a GNR terá conseguiu recuperar parte do material, onde se incluía um computador portátil, dois telemóveis, uma ‘Playstation’ portátil e um relógio da marca ‘Swatch’. A GNR apreendeu ainda uma arma de fogo, algumas munições e material utilizado para o furto.
Um dos suspeitos reside no concelho de Guimarães, enquanto a mulher reside no concelho de Terras de Bouro.