sexta-feira, 20 de maio de 2011

Casa-Abrigo



As casas-abrigo foram construídas durante a campanha de florestação nos anos 50/60, adequadas à permanência no agreste espaço serrano, e hoje em dia, adapatadas às exigências turísticas, proporcionam, a quem as visita, uma interacção única com o meio natural em que estão inseridas.

Bom Jesus das Mós




Monumento de Bom Jesus das Mós


Outra referência em termos de turismo religioso é o monumento de Bom Jesus das Mós, estrategicamente situado no alto de Carvalheira, ou monte das Mós de onde se vislumbra uma paisagem rural aberta, alcançando toda a freguesia e aldeias circundantes. A construção deste monumento, que invoca o Sagrado Coração de Jesus, começou em 1902 e concluiu-se em 1912. A bênção Apostólica do Papa Pio X, dada para o dia 13 de Julho de 1913, aos milhares de peregrinos do Bom Jesus das Mós, marcou um momento relevante na vida de fé do povo, elegendo este local num monumento soberano da região. Na actualidade, todos os anos este monumento acolhe fiéis de todo o Concelho, num encontro profícuo de convívio social e sagrado.


quarta-feira, 13 de abril de 2011

Alerta



Onda de assaltos no Gerês preocupa GNR
A GNR de Terras de Bouro está a procurar os autores de assaltos dentro de viaturas de turistas ocorridos na serra do Gerês.

"Os ladrões aproveitam-se do facto das pessoas irem tomar banho ao rio, ou darem um passeio a pé, para abrirem os carros e irem às malas onde as carteiras estão escondidas", revelou fonte da GNR que admite que aquela corporação, apesar da falta de meios humanos, tem procurado vigiar os locais mais frequentados por visitantes, designadamente nas zonas de S. João de Campo e da estrada que liga o Gerês à fronteira da Portela do Homem.
Um dos visitantes cujo carro foi assaltado, um cidadão residente em Rio Tinto, Porto, disse à agência Lusa, que, no fim-de-semana passado, foram assaltadas seis viaturas estacionadas na entrada da portagem que dá entrada na Mata de Albergaria. "Foi um pandemónio. As carteiras desapareceram e não havia rede de telemóvel para se conseguir anular os cartões de crédito", afirmou.


Aumentam assaltos na freguesia de Campo do Gerês
Nos últimos dias tem-se registado um aumento dos assaltos perpetrados na zona do Gerês, nomeadamente na freguesia de Campo do Gerês, onde os automóveis de três turistas foram vítimas da acção dos ‘amigos do alheio’.
Trata-se de uma zona habitualmente muito procurada por turistas nacionais e estrangeiros, especialmente no Verão, sendo estes agora aconselhados a retirarem todos os objectos de valor do interior dos automóveis, depois de estacionarem os veículos.


Jovem casal detido por suspeitas de assalto em Rio Caldo
Um jovem casal – com 20 e 21 anos de idade – foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da GNR da Póvoa de Lanhoso por suspeitas da autoria de um furto no interior de uma casa em Rio Caldo.
Poucas horas depois de consumado o assalto, a GNR terá conseguiu recuperar parte do material, onde se incluía um computador portátil, dois telemóveis, uma ‘Playstation’ portátil e um relógio da marca ‘Swatch’. A GNR apreendeu ainda uma arma de fogo, algumas munições e material utilizado para o furto.
Um dos suspeitos reside no concelho de Guimarães, enquanto a mulher reside no concelho de Terras de Bouro.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Parque Nacional

Rio Arado

É a mais antiga área protegida portuguesa e a única classificada como Parque Nacional pela União Internacional de Conservação da Natureza e e foi declarado uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal, na categoria de Zonas Protegidas.

Enorme, imponente e de uma beleza sem igual, o Parque Nacional da Peneda Gerês cobre uma área de 72 mil hectares, os quais englobam as serras do Gerês, Soajo, Amarela e Peneda e os planaltos da Mourela e de Castro Laboreiro. É atravessado por três grandes rios: Lima, desde a barragem do Lindoso até Entre-Ambos-os-Rios; Homem, represado em Vilarinho das Furnas por uma barragem que implicou a submersão da aldeia homónima; e Cávado, cortado por três barragens: Paradela, Venda Nova e Caniçada.

É uma das maiores atracções naturais de Portugal, não só pela rara e impressionante beleza paisagística - por entre serras, planaltos, vales, barragens e cascatas -, como pela variedade de fauna, com destaque para o carvalho, o medronheiro, o azevinho ou o pinheiro e diversas espécies de arbustos, como urzes e giestas. Num local como este, onde a floresta é compacta e água abunda, também a fauna é motivo de destaque, em particular o javali, o garrano, o veado, o texugo, a lontra, a marta, o esquilo, o corço, a águia-real, o falcão, a víbora negra, entre tantos outros.

Zona de tradições e costumes, é habitada desde o período neolítico. Aqui pode encontrar pequenas aldeias que, de forma sábia e através de um espírito comunitário muito próprio, combateram o passar do tempo. Em muitos locais é ainda possível observar vestígios de tempos distantes, como os Dólmenes de Castro Laboreiro, o conjunto dos Espigueiros do Soajo ou o Castelo do Lindoso, do século XIII.

A não perder!

Cascata em Pitões das Júnias
É no final da pitoresca aldeia de Pitões das Júnias que pode encontrar esta cascata de extrema beleza, uma das muitas da região do Barroso. Da Ribeira de Pitões provêm as águas majestosas que desaguam num bonito lago, delimitado por afloramentos graníticos. Mesmo ali ao lado encontra um carismático centenário Carvalho onde, de acordo com a lenda local, habita um duende.

Lindoso
Esta aldeia minhota, situada em Ponte da Barca, faz fronteira com Espanha, estendendo-se pela Serra Amarela e pela Serra do Cabril, na margem esquerda do Rio Lima. Composta por típicas casas antigas de granito, foi, desde os inícios da nacionalidade Portuguesa, um importante bastião de defesa nacional, facto histórico bem presente no seu imponente Castelo. Outro dos mais importantes monumentos e marcos culturais de Lindoso é o Largo dos Espigueiros. Não deixe de visitar também a Barragem do Alto Lindoso e a de Touvedo, através das quais pode observar maravilhosas paisagens, e a localidade de Cidadelhe.

Miradouro Pedra Bela
Localizado a cerca de 800 metros de altitude, em Terras de Bouro, é um dos locais mais famosos do Gerês, uma vez que através dele se pode vislumbrar uma paisagem de cortar a respiração, como montanhas, a albufeira da Caniçada, os rios que serpenteiam a serra, a confluência do Rio Cávado com o rio Caldo, a vegetação própria da serra ou a estonteante Portela do Homem. Segundo os mais antigos, a Pedra Bela, perfeita e imponente, foi ali colocada pela mão divina.

Cascata do Arado
É também em Terras de Bouro, em pleno coração do Parque Nacional da Peneda-Gerês, que pode contemplar a Cascata do Arado. Autêntica maravilha da natureza, está situada a uma altitude de cerca de 900 metros, criando uma sucessão de cascatas únicas que terminam num lago de águas cristalinas nas proximidades da aldeia da Ermida. O acesso é feito por uma estrada florestal rodeada de vegetação e de uma escadaria que sobe até ao lago sobranceiro às quedas.

Soajo
Esta vila de povoação milenar, situada numa zona montanhosa de grande beleza, predominantemente rural, é caracterizada pelas suas ruas pavimentadas com lajes de granito, pelas casas construídas com blocos de pedra e por uma natureza quase imaculada. Não perca o conjunto de 24 espigueiros, todos em pedra e assentes num afloramento de granito, datando o mais antigo data de 1782, o largo onde se situa o Pelourinho ou a Capela.

Porta da horta

Janela da Natureza